Por Karen Rodrigues

Olímpiadas no Rio? Estenda sua viagem a Paraty… que tal experimentar cachaça e prosa?

08-08-2016

Para quem for assistir as Olimpíadas no Rio de Janeiro e passar por uns dias agitados na capital carioca, pode optar também para relaxar em Paraty. Além de várias opções de passeios que a linda cidade oferece em suas ruas de paralelepípedos do centro histórico e passeios ao redor, Paraty também é o local para conhecer cachaças brasileiras.

Possui diversos alambiques do século 19, abertos ao público, com garrafas raras.

 30 31 32

Falar de Paraty, tem que citar a cachaça, pois faz parte de sua história e vice versa. O nome da cidade em si, vem da origem Indiana, já que Parati é o nome de um peixe da família Mullet. No Brasil, os primeiros produtores de pinga começaram em 1533 e 1541, na Capitania de São Vicente, bem perto Paraty. E foi a partir de 1600, quando a bebida começou a ser produzida na linda cidade de Paraty.

Os primeiros engenhos, fundados no século 17, se expandiram graças aos solos férteis da região, bons para o cultivo de cana de açúcar e a localização estratégica de Paraty, que abrigava um dos principais portos da época. Deste local, partia a Estrada Real, que ia até as Minas Gerais durante o ciclo do ouro. Dos mais de 100 produtores do século 19, hoje restam seis principais: Maria Izabel, Paratiana, Engenho D’Ouro, Corisco, Pedra Branca e Coqueiro. Com o tempo, Paraty se tornou o principal produtor da famosa pinga   

A brasileira pinga, vem ganhando mercados internacionais e chega ao século 21 com uma marca especial de qualidade e fama.

Em agosto no período de 11 a 14, acontecerá o Festival da Cachaça Cultural e Sabores de Paraty. Que é uma feira gastronômica, que reúne marcas de cachaças famosas.

33 34 35

O Festival da Pinga criado nos anos 80, tem crescido muito ao longo dos anos. No início, principalmente, as pessoas Paraty assistidas para a celebração, mas hoje ele convoca os turistas de todo o Brasil que se reúnem para saborear os sabores únicos dos espíritos Paraty. O tipo mais favorecido por mulheres são as pingas doces e da banana, enquanto os homens costumam ir para as cachaças brancas e envelhecidas.

Quanto a prosa…ah…essa cidade tem muita história pra contar, já que no centro de Paraty, possui diversas lojinhas especializadas e empórios que vendem rótulos de todo o país com destaque para as nativas. E degustação é o que não falta, e a cada dose, dá-lhe prosa, rsrs. Além disso a cidade também sedia um dos principais festivais literários do país, a Festa Literária Internacional de Paraty – Flip que neste ano já aconteceu no período de 29 de junho a 3 de julho.

Estando em Paraty, recomendamos que alguns restaurantes e pousadas como:

·         Casa do Fogo

·         Banana da Terra

·         Balaco Bacco

·         Pousada do Ouro

·         Pousada Literária

E aí o que achou? Compartilhe conosco sua experiência na cidade.

Tags: ,

Por Karen Rodrigues

O Melhor de Bariloche

13-06-2016

Quem conhece Bariloche, não esquece…

O povoado antigo, que começou como terra de imigrantes europeus que trabalhavam com madeira e gado, foi ficando conhecido desde os anos 40 como destino turístico para os ricos e famosos, que buscavam suas paisagens deslumbrantes, as montanhas nevadas, a pesca de trutas, a caça do javalí e do cervo, as caminhadas no meio de bosques milenares… enfim, a região foi ficando conhecida como paradisíaca, e assim atraindo cada vez mais gente.

01

02

Bariloche, cujo nome oficial é San Carlos de Bariloche, é uma cidade da Argentina, localizada na Província de Río Negro, junto à Cordilheira dos Andes na fronteira com o Chile. Está rodeada por lagos (Nahuel Huapi, Gutiérrez, Mascardi) e montanhas, como o Cerro Tronador (3354 m de altitude, na fronteira com o Chile), o Cerro Catedral (movimentada estação de esqui) e o Cerro López. Possui cerca de 130 mil habitantes.

03

A região oferece uma grande quantidade de roteiros turísticos, com dezenas de passeios e atrações regulares.

Circuito do Chico

É um dos passeios mais tradicionais e mais indicados por operadoras de turismo em Bariloche. O trajeto de cerca de 65km inclui a visita ao lindíssimo Cerro Campanário e ao famoso e tradicional Hotel Llao Llao, além de outros mirantes do Lago Nahuel Huapi. O nome Circuito Chico (circuito pequeno) serve para diferenciá-lo do Circuito Grande, roteiro que inclui as formações rochosas do Valle Encantado, o vilarejo Traful e a  Villa La Angostura.

04

San Martin de Los Andes

É um paraíso da Patagônia. Observadores de pássaros se agitam para não perder a Feira Anual de Pássaros da América do Sul, enquanto aqueles que buscam emoção adoram passear de caiaque, esquiar ou andar de mountain bike ao longo da maravilhosa paisagem. Lojas de artes e de artesanato e produtores de alimentos artesanais encantam os visitantes que adoram uma amostra sensorial das culturas locais

06

Puerto Blest e Cascada de Los Cantaros

O passeio faz uma parada para caminhada pela trilha da Cascata Los Cántaros, que está cercada por uma vegetação exuberante. Após a parada para admirar a Cascata, é hora de seguir até Puerto Blest, onde há um mirante para a Baía do Rio Frías e um passeio opcional por esse rio – se o dia estiver bonito, recomendamos fazê-lo. As águas verdes do Lago Frías são superbonitas e a paisagem é de tirar o fôlego.

Durante a navegação no lago Nahuel Huapi, várias aves seguem o barco e estão acostumadas a alimentar-se de biscoitos que pegam nas mãos dos turistas. Há um fotógrafo que registra o momento em que a ave pega o biscoito da mão das pessoas e, se quiser, você poderá adquirir a fotografia. Se preferir, poderá registrar o momento por conta própria – basta ter o biscoito, que pode ser comprado na lanchonete do barco.

07

Cerro Catedral

Um dos mais famosos centros de esqui do Hemisfério Sul, são 120 km de pistas de esqui, marcadas ou não, em um desnível de 1150 metros. A base encontra-se a 1030 metros de altitude. São 9 pistas ou zonas verdes (para iniciantes), 25 azuis (fáceis e intermediárias), 15 vermelhas (difíceis) e 10 pretas (experts).

Snowboarders e esquiadores têm acesso a dezenove lanchonetes e restaurantes, assim como infraestrutura com terrain park (com obstáculos e rampas), kids club, desnível para brincar de tubbing (uma espécie de boia) e escola de esqui.

 

08 09

Centro de Bariloche

Deixei o último dia livre para andar pelo centro e tirar fotos no centro cívico e na cidade, além de comprar chocolates.

10 11

Por Karen Rodrigues

Destino especial para quem curte praia, mar e natureza: Cozumel!

03-06-2016

Cozumel é uma ilha mexicana na costa da Riviera Maya, com praias paradisíacas e um mar perfeito para o mergulho. É um destino turístico muito frequentado por quem visita Cancun ou Playa del Carmen, indicado para mergulhadores e a quem busca um mar limpo, bonito e com poucas pessoas.

A fauna e flora marinha de Cozumel são impressionantes, ainda mais pela visibilidade que suas águas proporcionam. A paisagem local também é marcada pela vegetação preservada, além das praias com águas azuladas e areias brancas. Gente, não perca a oportunidade de conhecer este lugar incrível!

11

02

Quem está em Cancun não encontra barcos saindo da cidade com destino a Cozumel. É preciso ir até o centrinho de Playa del Carmen, seja de carro ou de ônibus, para poder pegar o ferry. Outra opção, bem mais cara, é ir de avião.

O centro de Cozumel é repleto de lojas bacanas, a maioria localizada nos arredores do terminal de cruzeiros e na Plaza Principal (também conhecida como Plaza del Sol). Ali você encontra roupas, joias, relógios, tequilas, perfumes, charutos, artesanato mexicano e suvenires.

Para comer é fácil encontrar boas opções de restaurante, das casas requintadas às lanchonetes mais comuns, a ilha oferta boas opções aos seus visitantes. Procure o seu preferido e bom apetite!

13

12

14

Vale a pena alugar um carro ou moto e fazer um passeio de volta à ilha. O lado oposto aos hotéis é praticamente deserto, e tem praias muito bonitas. Com snorkel ou cilindro, sem dúvida, o mergulho é a principal atividade de Cozumel. Principalmente porque a visibilidade de suas águas é ótima. Aliás, esta é a atração mais famosa da ilha, com uma vida marinha surpreendente e pouca correnteza, o que é uma vantagem na hora de mergulhar.

E a experiência de nadar com os golfinhos é inesquecível. Nesses parques os golfinhos não ficam em tanques, eles ficam na água do mar mesmo, porém em uma área delimitada. Há diversos tipos de pacotes, desde apenas um encontro para fotos, até nadar com eles.

14

15

16

Por Karen Rodrigues

As delícias da Cozinharia – meu restaurante predileto em Natal/RN

29-09-2015

Em função do trabalho, preciso ir constantemente a Natal/RN, a cidade do Sol…
E como tenho hábito de conhecer restaurantes quando viajo, em Natal não é diferente, mesmo sendo um lugar frequente!!!

A cidade possui excelentes opções para jantar, com muita qualidade no serviço e no atendimento.
Meu restaurante predileto é a Cozinharia, não vou negar (bato ponto toda vez que estou na cidade, já tenho cartão fidelidade, rsrs)…

Se estiver passeando por Natal, não deixe de conhecer…e provar as iguarias de lá, com um mix de Gastronomia de dois renomados chefs de cozinha da Capital do Rio Grande do Norte, Cacau Wanderley e Gabriel Camilo (toda vez eu falo que vou tirar uma foto com eles, mas sempre esqueço em meio as delícias de lá). Eles realmente revolucionaram a cozinha, sem abandonar o toque regional, num ambiente aconchegante e muito bem frequentado por público de todas as idades.

Quando estou na cidade, normalmente vou nas terças ou quartas, algumas vezes repito a dose na mesma semana de tanto que gosto do local, sou super fã mesmo!!!

O restaurante é pequeno, mas agradável, dividido entre uma parte interna bem aconchegante e reservada e a parte externa (aberta) que é mais rústica e que costumo ficar, já que não curto muito ar condicionado e meus amigos sabe bem disto, rsrsrs.

ambiente interno
kfkfkffk

As mesas são bem decoradas e iluminadas com vela, que não necessariamente significa um local romântico, mas que dá um toque intimista. Gosto de curtir o local com minhas amigas, onde podemos jogar conversa fora…e rir bastante!!!

Tenho um defeito grave, que quando gosto de uma coisa, normalmente repito, repito e repito… Então, quando estou por lá, meus pedidos tendem a ser os mesmos, como o delicioso pastel de queijo do reino, que vem exatamente numa lata. Além disto gosto muito do queijo brie, com frutas, vinho do porto e amêndoas crocante.

queijo reino

kfkfkffk

kfkfkffk
queijo brie

kfkfkffk

Outros pedidos que sempre faço são: o filé de gorgonzola com cestos de pães, e o risoto de filé com funghi.

kfkfkffk

filé gorgonzola

kfkfkffk

Nesta última vez, resolvi experimentar o menu degustação do dia, que geralmente são duas entradas, um prato principal e uma sobremesa. Nosso pedido foi: mix de folhas, tartare de salmão defumado e manga, tomates assados e polenta com ragú de galinha caipira. Uma delícia!!! Serve uma pessoa e custa R$ 60.

angu

kfkfkffk

A casa também conta com excelentes opções de vinho tinto ou branco e para quem preferir, um bom espumante!!! Você pode optar pela garrafa (próximo de R$ 70) ou taça (média de R$ 14)

Quanto ao preço dos pratos mais interessantes, não é lá dos mais amigos, mas super recomendo.

Segue endereço do local:

Rua: Ismael Pereira da Silva, 1637 – Capim Macio, Natal – RN
Telefone:(84) 2020-5432
Horário:
Aberto hoje · 18:30 – 00:00

Bom, pessoal, espero que tenham gostado da dica e se puder não deixem de conhecer.
Grande bjo!

Karen Rodrigues

Por Cristiane Cândida

Próxima parada… INHOTIM!

19-09-2015

Olá meninas, tudo bem?

Se tem um lugar que eu amo em Minas Gerais, sem dúvidas é o museu de arte contemporânea de Inhotim. Até quem não conhece, já ouviu falar . Se você não conhece ainda, conheça! Você não vai se arrepender, ficou com vontade de visitar? Nós te mostramos um pouquinho…

inho1

O Instituto Inhotim é a sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e considerado o maior centro de arte ao ar livre da América Latina. Está localizado em Brumadinho (Minas Gerais), uma cidade com 30 mil habitantes, a apenas 60 km de Belo Horizonte.

inho2

Inhotim abriga mais de 450 obras de arte, de grandes artistas nacionais e internacionais.

inho3

Segundo os moradores de Brumadinho, o nome se deve ao fato do local já ter sido uma fazenda pertencente a uma empresa mineradora que, no século XIX, atuava na região e cujo responsável era um inglês, de nome Timothy – o “Senhor Tim”, que, na linguagem local, acabou virando “Nhô Tim” ou “Inhô Tim”.

inho4

È indescritível a sensação de andar por Inhotim e conhecer tantas belezas, quem já conhece sabe do que estou falando.

inho5

É um lugar cheio de surpresas e emoções, as obras permitem que você interaja com elas, sem dúvidas é um destino espetacular além de muito divertido.

inho6

Inhotim integra em perfeita harmonia a arte e a natureza.

Como se tudo isso já não fosse suficiente, inhotim também tem dois Restaurantes magníficos, além de várias lanchonetes espalhadas pelo museu.

O restaurante Tamboril oferece um cardápio internacional, com pratos à la carte, já o Oititica funciona como self service , a quilo, mas é um bar que chama a atenção, o Bar do Ganso.

inho7

O Bar do Ganso é um aconchegante Bistrô com ambientação assinada pelo designer Paulo Henrique Pessoa, conhecido como Ganso. O Cardápio oferece as mesmas opções do restaurante Tamboril.

Ficou com vontade de conhecer? Não perca tempo!Inhotim funciona de terças a sextas de 09h30 às 16h30 e sábados,domingos e feriados de 09h30 às 17h30.
As quartas a entrada é franca, Terças e quintas R$ 25,00 e sextas, sábados,domingos e feriados, R$ 40,00.
O local oferece ingressos a meia-entrada para crianças até 12 anos, e idosos a partir de 60 anos.
O parque também oferece serviço de carrinhos, que fazem o trajeto entre as obras mais distantes. Não me lembro bem o preço, mas é algo em torno de R$ 15,00.

E aí gostaram da dica? Já foram? O que acharam?

Bjos, Cris

Fonte: fotos de divulgação e Google

Por Karen Rodrigues

Alguns destinos de BH para quem está a passeio…

29-06-2014

Para quem está a passeio em minha cidade… indico lugares que vale a pena conhecer.

1 – BRECHÓ BRILHANTINA

Lá é possível conferir as novidades do rico acervo deste espaço retrô. Com tantos óculos e acessórios vintage, sapatos lindos e peças de vestuários exclusivas. Há saias e blusas garimpadas em Paris e Londres e outras opções feitas por costureiras locais.

O Brilhantina não se preocupa muito com tendências, se preocupa em expor peças que tenham uma modelagem interessante, um tecido inusitado, bom estado de conservação e certo grau de exclusividade.

brilhantina
jkajka

2 – CIRCUITO CULTURAL PRAÇA DA LIBERDADE

Bem no centro de BH, tornou-se o mais importante complexo cultural da cidade e conta com uma linda praça logo em frente.
Reúne 10 espaços, como o Memorial Minas Gerais Vale, todo interativo, e o Centro de Arte Popular Cemig, que exibe trabalhos feitos em madeira e barro. Vale reservar um dia inteiro para o programa.

circuito cultural
jkajka

3 – CAFÉ COM LETRAS

É uma mistura de café, bar e restaurante que caiu nas graças dos turistas. O salão aconchegante tem prateleiras repletas de livros, boa música e diversas opções de comidinhas.
Não à toa, virou um dos espaços mais concorridos para shows, lançamentos de livros e vernissages. Também é uma escolha para encontrar amigos e fazer reuniões de trabalho.

cafe com letras
jkajka

4 – DOCES DE PORTUGAL

Descendente de portugueses, a angolana Maria Fernanda começou a fazer as delícias de portugal há 30 anos e hoje está a frente de 2 lojas em BH.
Ela cuida pessoalmente dos quitutes, como: pastel de nozes, pastel de Santa Clara, pastel de Belém, ninhos de ovos, travesseiro de Sintra, pastel de Convento de Coimba. Irresistíveis.

pastel
jkajka

5 – SORVETERIA ALESSA GELATO & CAFFÉ

Não há como não notar o belo imóvel em uma charmosa esquina em Lourdes. Mas o mais valioso, e o que atrai uma clientela fiel, está no seu interior, que abriga mais de 300 receitas de sorvete elaboradas pelo italiano Mario di Rauso, alternadas periodicamente nos freezers e nas cubas da sorveteria. A partir delas são criadas muitas outras combinações, que misturam os gelados a waffles, tortas, bolos, crepes e café.

2323_comidinhas_sorvete02
jkajka

6 – BOMBSHELL BAR

O espaço é decorado com pôsteres de pin-ups e embalagens antigas de produtos, como sabão em pó.
Além dos drinks e quitutes, o bar agora vende bijouterias e acessórios que a clientela podia encontrar apenas na loja vizinha. Apesar da variedade de produtos, o que chama mesmo atenção dos frequentadores são os drinks originais e os petiscos que fogem do tradicional. O cardápio tem pratos típicos de bares, como a porção de fritas com bacon, e pedidos mais originais, como a coxinha de frango frita com chutney de banana. Outra boa pedida é o “Especial Rösti”, servido com pequenas batatas que podem vir recheadas em cinco versões: frango com catupiry e bacon, carne seca com catupiry, alho poró com bacon e palmito, camarão com catupiry e queijo do reino com cebola.

Para beber, não faltam alternativas. Além das cervejas e bebidas de dose, ainda tem os coquetéis especiais.

bombshell
jkajka

7 – FUNDOS DA FLORESTA

O nome do bar vem de um dos antigos apelidos do bairro Santa Tereza, localizado na região Leste de Belo Horizonte. A proposta é criar um ambiente místico, com toque de magia. Duendes, cogumelos, fadas e um painel de grafite com a imagem de uma floresta encatada compõem o clima e decoração do lugar.

O cardápio segue a mesma temática, com petiscos como o “Feitiço da Lua”, servido com uma porção de lagarto recheado com linguiça e ameixa, acompanhada por batatas empanadas. Tem também o “Pergaminhos do Mago”, feito com bife rolê, no próprio molho, e o “Doce Veneno”, que leva costelinha de porco assada com laranja e cozida em molho agridoce, servida com mandioca na manteiga de garrafa.

Para acompanhar, a tradicional cerveja, drinques e dose de cachaça. No clima de mistério, toda sexta-feira de lua cheia, uma “bruxa” faz uma visita ao bar para queimar incensos e purificar o ambiente. O evento acontece sempre a partir das 21h30.

fundosdafloresta660x320
jkajka

8 – FEIRA HIPPIE DE BH – BIJOUTERIAS, ARTES E ARTESANATO

A feira de Artes e Artesanato da Avenida Afonso Pena, popularmente conhecida como feira Hippie, acontece todo domingo na capital mineira a mais de 43 anos. A feira conta hoje com cerca de 2500 expositores que vendem as mais diversas mercadorias.

Fundada em 1969 tornou-se uma das maiores feiras da américa latina, que chega a receber 100 mil visitantes de todos os lugares do Brasil e do mundo e de todas as idades.

Na feira você pode encontrar Artes, Bijouterias, Brinquedos, Bolsas e Calçados, Móveis e Decoração, Roupas, dentre outras coisas. E é claro que a culinária não fica de fora, a feira também oferece diversos tipos de petiscos como churrasquinhos, sanduíches, caldos e salgados.

2333_feirahippie01_dest
jkajka

9 – MERCADO CENTRAL

Inaugurado em 1929, ocupa uma área privilegiada na região central da cidade. São mais de 400 lojas que vendem de tudo desde hortifrutigranjeiros de ótima qualidade, produtos típicos como os queijos e doces mineiros, pasando pelo artesanato, ervas e raízes.

mercado
jkajka

10 – CIRCUITO DA PAMPULHA

O circuito da Pampulha é composto por:

a – Igreja São Francisco
b – Museu de Arte
c – Casa do Baile
d – Iate Tênis Clube
e – Mineirão (Estádio Governador Magalhães Pinto)
f- Mineirinho (Ginásio Esportivo Jornalista Felipe Drumond)
g – Parque Francisco Lins do Rego, conhecido como Parque Ecólogico da Pampulha, que é administrado pela Fundação Zoo-Botânica

igreja
jkajka

estadio mineirao. divulgacao
jkajka

Bjos, bjos.

Por Karen Rodrigues

Descobrindo Marrakech !!! #Venha#conferir# – Parte II

28-03-2014

Continuando…

A Medina Nova e o bairro de Guéliz é muito elegante. Nesta região, encontramos os hotéis de luxo, novos edifícios comerciais, bares, restaurantes e gastronomia com influência francesa.

Fiquei hospedada no Hotel Kenzi Farah, um 5 estrelas com uma excelente localização que oferece 3 tipos de restaurantes: comida italiana, marroquina e contemporânea.

O hotel também possui uma excelente área de lazer e opções de spa para relaxamento.

Além disto, a noite há um bar com música ao vivo, para tomar uns drinks ou a cerveja do local: Casablanca.

Isto facilitava bastante quando queríamos apenas ficar descansando no hotel.

Como as leis são rígidas sobre bebida alcóolica, em muitos restaurantes e bares, álcool só poderá ser servida na parte interna do estabelecimento.

Como de costume na cidade, havia diariamente chá de hortelã ou menta oferecidos na recepção do hotel.

chá

Por Karen Rodrigues

Descobrindo Marrakech !!! #Venha#conferir#

27-03-2014

Olá pessoas… como descrito no meu perfil, uma das coisas que mais aprecio na vida é viajar e conhecer lugares diferentes!!!
Minha última viagem foi para a Marrocos / Marrakech.

marrakesh_

Não há voos diretos entre o Brasil e o Marrocos. E as alternativas mais fáceis para se chegar é ir primeiro a um país europeu e dali fazer uma conexão. No meu caso, fiz uma conexão por Madri, onde fiquei alguns dias (massa demais tb) e falarei desta cidade em outro post. Não há necessidade de visto e nem exigência específica sobre vacina/saúde.

Sobre o clima, como minha viagem foi em dezembro, estava bem agradável, já que correspondia ao inverno de lá. Durante o dia era quente, mas suportável com temperatura em torno de 20º C, e as noites eram frias e ventava bastante, temperatura por volta de 9º C, porém a sensação térmica era menor.

O país possui uma cultura bem diferente, exótica e uma gastronomia marcante. Os marroquinos são encantadores e bem receptivos.

O que me chamou bastante atenção foi a facilidade de comunicação. Lá, a língua principal é o Árabe e a segunda língua é o Francês. Ficar sem se comunicar, você não fica, rsrs. Pode utilizar o inglês ou espanhol também.

Em Marrakech há uma separação da Medina Velha e a Nova. A principal praça da Medina Velha é a Djemaa El-Fna. É dali que se espalha o grande mercado central, conhecido como souk. É muita gente no mesmo lugar ao mesmo tempo, a primeira visão impressiona.

Marrocos-the-UNESCO-square-Djemaa-El-fna-at-marrakesh-shutterstock_72055387

São diversos homens com roupas típicas e mulheres de véu da cabeça aos pés. Músicos com macacos, encantadores de cobras, vendedores de damasco e tâmaras, além de filas e filas para passeio de charrete. Todos querem oferecer alguma coisa.

mulheres

serpientes

20131215_132722

Vale conhecer o local de dia, mas o forte é durante a noite, onde todas as lojas estão abertas e a praça fica toda iluminada. Vale experimentar as comidas das barraquinhas.

O mercado na medina velha possui diversas ruelas, onde se vende de tudo. Os principais são: a tapeçaria, os produtos da medicina homeopática, os óleos de argân, couro, fruta, especiaria e cerâmica.
Se vê muitos artesãos trabalhando. Podem até fazer uma peça pra você na hora!!! Fiz uma caixa em madeira e um bracelete com meu nome registrado em Árabe, bem legal. O melhor foi eu perguntando no hotel para os marroquinos, o que estava escrito no bracelete, principalmente os garcons e recepcionista…hahaha…só por garantia, kkk. Só eu mesma, rsrs.

Uma dica bacana é contratar um guia turístico árabe para conhecer mais as ruelas, eles já direcionam os lugares e você se sente mais confortável.

20131216_125421

Outra coisa interessante por lá, é a forma de negociar. Considero um grande benchmarking!!! Escola de negócios. Você precisa pechinchar muito. O preço normalmente é alto, mas você consegue até 50% de desconto, se souber negociar. Uma coisa que eles não gostam é perder venda. Eles costumam selar o negócio com um aperto de mão. Bom… foi assim comigo. Queria muito trazer um tapete marroquino feito pelos povos berberes. Foi com muita prosa, muito chá, até conseguir o valor que me atendia, rsrsr. Confira minha aquisição, tcham tcham tcham:

20131216_104332

20131216_113702

A moeda local é o Dirham Marroquino (MAD) e pela proximidade europeia, aceitam em muitos lugares o Euro. Você pode adquirir a moeda através da troca de euro em casas de câmbio na Europa, Marrocos ou usar tb dos cartões Travel Money (mais usuais).

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
Warning: Unknown: open(/var/lib/php-cgi/session/sess_lmsqp4tbfktk64nqp4tbo5tkk0, O_RDWR) failed: No such file or directory (2) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/var/lib/php-cgi/session) in Unknown on line 0